Como ganhar dinheiro com o seu passado

Como ganhar dinheiro com o seu passado

Calma, para ganhar dinheiro com o seu passado você não precisa ter uma máquina do tempo, programar o dia e a hora desejada para fazer a tal viagem e assim dar um conselho para si a respeito de uma decisão equivocada que tomou. Pois é, pelo menos até o presente momento enquanto escrevo este artigo, a saga da trilogia “De volta para o futuro” com a dupla Doc Brown e Marty Mcfly ainda não saiu da fantástica produção cinematográfica de Steven Spielberg para decolar no mundo real, muito embora aquele skate voador que eu tanto queria no início dos anos 90 já esteja começando a dar a cara no mercado.

Qual é o Pré-requisito

Pois é, ter uma máquina do tempo e/ou viajar o tempo não são a condição sine qua non para você ganhar dinheiro com o seu passado. Aliás, você precisa sim viajar… não necessariamente no tempo, mas na sua memória. Embora você possa achar que a coisa não funcione bem assim, eu aprendi que a maior parte das pessoas subestima intensamente o que sabe ou jamais pensa sobre o que sabe e sobre como esse atributo poderia ser valioso para os demais e é aí que entra o que eu já falei sobre o melhor produto para vender, trabalhar e enriquecer, pois embora para muitos possa não ser fácil, eu digo que, se você quiser dar o primeiro passo nisso,  essa atividade pode ser algo bem simples simples, pois a grosso modo, basta você se valer da internet para compartilhar o conjunto de conhecimentos que tem, de preferência dentro de um nicho de mercado específico.

Você ainda vai ao trabalho?

Essa foi uma das perguntas que já fiz por aqui (clique aqui e saiba mais), pois a grosso modo o conceito de trabalho vai muito além do que aquele apresentado nas escolas, na faculdade e na grande mídia, já que existem centenas de milhares de pessoas lucrando simplesmente com o conhecimento que têm em áreas bem diferentes das tradicionais. Observe para o fato de eu não estar me referindo necessariamente a emprego (sim, é isso que aprendemos a procurar na vida adulta, né?), mas veja, dentre vários exemplos, existem pessoas que ensinam como degustar vinho, como adestrar cães, como jogar xadrez, como tocar um instrumento, como cantar, como cuidar de recém-nascidos, como falar em público, como se vestir bem, como viajar de graça, etc. Eis aí um modelo de indústria que, de forma geral, não fabrica absolutamente nenhum produto tal como você já deve ter visto nos livros e filmes que retratam a Revolução Industrial ou até mesmo as montadoras que existem na sua cidade. Se trata da indústria dos experts! São pessoas que compartilham os seus conhecimentos!

Mas Rafael,  eu não sou um expert!

Como vender seu 1 ebook anuncios bÉ claro que é! Talvez apenas não tenha se dado conta por causa do modelo de trabalho que ainda está instalado no seu conjunto de crenças, que diz que ele só pode ser dado dentro de um ambiente corporativo fechado com divisórias, mesas, computadores, funcionários… ou seja… dentro de uma empresa! Observe como você faz coisas absurdamente simples, mas que para outras pessoas se trata de algo extremamente complexo. Uma criança por exemplo, tem enorme dificuldade de amarrar os cadarços, enquanto para você é a coisa mais simples do mundo; um colega seu, de repente, faz uma coisa com tanta naturalidade, que para você soa como algo excepcional ou vice-versa. Entendeu?

Conclusão

Em relação ao seu passado, tudo que você é hoje nada mais é do que o conjunto de coisas e experiências que tem acumulado no decorrer da sua vida, principalmente quando se trata das ruins! E o que aconteceu? Você aprendeu, superou, sobreviveu e pode ser que  a sua história sirva de inspiração para muita gente que (ainda) não sabe como se safar de tal situação tão incômoda.

Mas você sabe, ué! É aí que está a oportunidade: ajude as pessoas a não cometerem os mesmos erros que você e em troca seja recompensado(a) financeiramente por isso! Clique aqui para aprender a ajudar outras pessoas através do seu primeiro livro digital!

Faça, que acontece!

Confira o que o André tem a dizer sobre o meu trabalho:

 

As dicas mais acessadas