O ano novo e o seu direito de desistir

Adoramos nos apoiar em frases de efeito e muitos levam tão a cabo o que aprenderam com os mais velhos, com certos gurus ou com certas leituras, que acabam por torná-las uma espécie de panaceia – o remédio para todos os males – e aquela que diz “não desistir nunca” é uma delas.

Pode ser que você esteja focado em certas metas e isso com certeza é fundamental para que você alcance os seus ideais, agora claro, desde que você realmente esteja aspirando novos ideais, pois de nada ficar numa eterna Epifania se você não faz nada para mudar a situação em que está, ou se faz, não procura ter os embasamentos e conceitos necessários para que você reduza ao máximo e até mesmo elimine as suas perdas de tempo e dinheiro, ou seja, não adianta você ficar apenas fingindo que está trabalhando ou produzindo (aliás, se esse for o seu caso, cuidado: você está ocupado – tempo e dinheiro são geralmente as duas coisas que o impedem de alcançar os seus objetivos!

Como somos orientados pelo calendário cristão, é quase certo que você esteja fazendo seus planos para conquistar ou conseguir tal coisa já a partir do 1º de janeiro e até aproveito para ajuda-lo com 5 passos para começar a organizá-los, no entanto é importante você sair de vez em quando do seu mundo para tomar um ar e deixar o seu cérebro “se desligar” um pouco daquilo que o deixa tão obstinado. Pode ser que nesse simples exercício o botão da teimosia ceda espaço para o da humildade e assim você acabe admitindo que já não resta muita coisa a fazer, a não ser trabalhar em outros projetos, procurar um novo relacionamento ou até mesmo ficar só. Pois é, dar murro em ponta de faca não é lá uma boa decisão. Sendo assim, permita-se recolher-se e refletir sobre as experiências que você adquiriu enquanto estava se debruçando naquela situação e erga a sua cabeça, afinal já dizia a música da banda Capital Inicial: nem tudo é como você quer, nem tudo pode ser perfeito.

Agora claro, você tem total direito de persistir e de ampliar o seu arsenal de possibilidades para fazer acontecer – por isso não se contente apenas com o que é, nem com o que sabe e nem com o que tem: você sempre pode mais – e isso é perfeitamente possível quando você se dispõe a pensar fora do quadrado, quando você conhece pessoas que estão ou já estiveram na mesma trilha que você: são elas que podem lhe dizer se você está no caminho certo, o resto é mera especulação.

Sim, você tem o direito de desistir e procurar outros caminhos que realmente abstraiam o seu melhor e consigam lhe proporcionar muitas vezes uma satisfação que você jamais conseguiu ter, justamente por estar com a mente “pregada” na antiga forma de se fazer tal coisa. É nessas horas que é importante praticar a famosa “lei do desapego” para poder traçar um novo começo.

Aproveitando que escrevo este artigo exatamente no dia 31/12, eu gostaria de compartilhar uma mensagem que peguei na internet sobre o final e o início de ano. Ela diz assim: “Todo mundo lhe deseja paz, saúde, prosperidade, amor, blablabla… Já eu, desejo que tenhas relações sexuais incríveis, mil noites de prazer, farras com os amigos, que você trabalhe e que lhe paguem o triplo, que você ganhe na loteria, que você possa mudar para uma linda casa,
que compre um lindo carro e que tenha grandes satisfações. Mas antes de tudo isso, eu desejo que você continue sendo essa pessoa fantástica que é, afinal uma pessoa como você nunca sobra, e é sempre lembrada!

Se você mandar esse esta mensagem a 10 pessoas não vai acontecer absolutamente PORRA NENHUMA! Mas se enviar aos seus amigos, eles irão sorrir!”

Hehehehe. Boas festas e faça, que acontece!

Gostou? Deixe seus comentários, dúvidas e sugestões abaixo ou cadastre-se e saiba o que eu fiz para começar a ganhar dinheiro mesmo sendo desempregado e como você pode fazer o mesmo, independente da sua área de atuação. Basta clicar aqui!

As dicas mais acessadas